Pesquisar este blog

03 julho 2017

Óbvias Razões para Ter Boas Maneiras

Pessoas que não gostam de boas maneiras ou que advogam o que para elas seria um modo mais "espontâneo" de ser, podem mais facilmente ferir os outros sem sentir. Por uma linguagem rude, por falta de sensibilidade cultivada, por maus modos, maus sentimentos, enfim, sem boas maneiras podemos ser pouco agradáveis sem saber.

Não procurar desenvolver boas maneiras apenas torna nossos defeitos mais evidentes.

Na verdade, ao procurarmos desenvolver boas maneiras inicialmente estamos trabalhando modos externos aparentemente, mas aos poucos estaremos cultivando virtudes e aspirações mais nobres que vão entrando no coração e moldando o que somos, nossa qualidade real,

Na verdade ter boas maneiras não é ter falta de naturalidade. As boas maneiras não são uma mentira, mas um caminho para se ser melhor de fato.Apresentar-se sujo e dizer palavrões só é natural à grosseria e não à gentileza e se pode preferir, e se deve, ser educado. A franqueza não se constrói pelas roupas sujas, modos largados e atrasos e faltas de cumprimento dos compromissos. Isto só é pasto para a indolência, impontualidade e frouxidão de caráter. Franqueza é virtude e o que é bom só pode vir do que é bom. Uma macieira não pode dar peras, assim como hábitos maus não podem dar boa coisa.

Pessoa educada não é grosseira, prepotente, impontual e sem palavra, por exemplo. Ao contrário, a pessoa educada se importa com os outros e demonstra seu apreço cotidianamente por sua cordialidade, humildade, pontualidade e por ter uma palavra em que se pode confiar. 

Uma pessoa educada por exemplo:


  1. Tem voz que não é uma provocação.
  2. Não discrimina pobres ou vulneráveis.
  3. É cuidadosa com o que faz.
Na verdade para se ser elegante é preciso praticar cotidianamente atitudes de boas maneiras com todos. Através da boa educação em família aprendemos a evitar:
  1. Brigas rudes.
  2. Competições entre irmãos.
  3. Descortesias por precipitação.
  4. Respostas agressivas.
Através das boas maneiras aprendemos a:

  1. Suavizar os modos descontrolados e as manhas egoístas.
  2. Aprendemos a evitar a indolência que leva a tantas limitações.
  3. O sentido nobre que tudo pode adquirir pela elevação do espírito.
  4. Formamos o hábito de ter consideração pelos demais. Nada nos torna mais "gentinha" do que falar mal dos outros, criticar para se elevar, julgar para falar mal e outras desconsiderações que mesmo "boas pessoas" cometem por falta de suficiente esforço para ser educado.
Em família, as boas maneiras geram mais boas maneiras e evitam que os jovens assimilem outras referências na rua danosas ao seu bom desenvolvimento.

Pontos Práticos de Boas Maneiras em Família,

  1. Meninos devem aprender a prestar toda sorte de pequenas cortesias e proteções às sua irmãs. Entre irmãos deve sempre prevalecer o amor fraterno e não a competição que é no mínimo prova da omissão de educação dos pais, já que nas competições e brigas entre irmãos o ingrediente mais comum é a falta de afirmação positiva das individualidades de cada filho.
  2. As irmãs devem agradecer todos os gestos de cortesia que os irmãos tem com elas sempre.
  3. Entre os irmãos todos os favores devem ser pedidos e nunca se deve presumir que são deveres obrigatórios dos irmãos. Tudo que nos é feito por amor só pode ser  solicitado e retribuído com amor.
  4. Falar sempre de modo amoroso com os irmãos. Dar-lhes sempre o crédito de seus méritos sem receios.
  5. Lembre-se que não se pode ser polido no trabalho é preciso praticar em casa.


Obrigado por compartilhar esta postagem.

Postagens mais visitadas