Pesquisar este blog

22 maio 2017

Boas Maneiras e o Bom Uso da Formalidade

Existe moda em decoração da mesa e de eventos. Mas assim como a moda do vestuário não deve ser seguida como se não tivéssemos personalidade, também nos nossos eventos não devemos seguir o que dizem as revistas de decoração, os decoradores e os organizadores de festas a tal ponto que nossa casa pareça um stand de vendas de excessos de consumo.

O que queremos demonstrar com uma boa decoração é a nosso capricho para celebrar o evento, não parecer o que não somos. Não deixe os técnicos lhe guiarem até não haver nada de você no seu evento.

Também é importante não confundir formalidade com excessos que só fazem o evento parecer um circo de tantas luzes, efeitos, etc. Nada pode tornar um evento mais elegante do que ser verdadeiro, apropriado. Essa desculpa de que quer fazer tudo livremente fora dos padrões convencionais pode levar ao ridículo. É possível quebrar regras, mas não a ponto dessa quebra destruir o significado do evento. Há muitos desses excessos em casamentos: cornetas medievais em minúscula capela de cidade grande não dão tradição e elegância à classe média. 

Antigamente casamentos da nobreza significavam também aliança entre poderes e algumas dessas pompas significavam os próprios grupos que formavam essas alianças.

Ou seja, cornetar um casamento não é apropriado para classe média de cidade grande. O organizador do evento quer que você pague o corneteiro, nada mais. Usar desses recursos de solenidade para um casal jovem, de classe média de cidade grande de quatro séculos depois, e que se separa dois anos após o casamento é fazer do casamento um circo.

Por isso é preciso compreender qual é a função da formalidade e da informalidade. Através da formalidade acrescentamos mais ao festejo. Um simples aniversário em família, para o qual houve convite escrito, por exemplo, já estamos informando aos convidados que não é para virem para um almoço de todo dia.

Se fazemos um lanchinho agradável, simples após a Primeira Comunhão com alguns detalhes a mais de formalidades, estamos marcando na memória da nossa família a importãncia do evento, do seu significado.

E é assim que devemos usar a formalidade: para elevar, homenagear, receber melhor. Jamais para parecer ser o que não somos, deslumbrar ou simplesmente gastar. Saiba assim usar os detalhes da formalidade com bom gosto e elegância visando apenas "elevar" o tom do evento de modo verdadeiro e virtuoso, sem excessos. Para isso é bom conhecer os detalhes que fazem esse "up grade" do evento.

Quando se costuma ser diariamente caprichoso, sabe-se como fazer o up grade sem cair em extremos nem de desleixos nem de deslumbres novo ricos que significam querer parecer o que não são e isso é o mesmo que negar o próprio valor o supremo erro das boas maneiras.

Alguns detalhes de formalidades habituais



1) Pela norma, um jantar formal só se usaria prata de lei ou vermeil e toalhas de linho. Faça o seu evento, mesmo o mais simples em casa, se distinguir do dia a dia pelo capricho da toalha e utensílios usados que não devem ser os mesmos do dia a dia. (Veja este video sobre a colocação da mesa.). Ou seja, que o seu Natal, aniversário seja mais formal no sentido acima, mas não precisa se endividar para ter louça de ouro ou prata.

Obrigado por compartilhar esta postagem.

Postagens mais visitadas