Pesquisar este blog

16 janeiro 2016

Boas Maneiras e os Cumprimentos: O que Ensinar aos Filhos

Cumprimente sempre. Gestos de boas maneiras como um cumprimento, uma conversa social, dar atenção aos demais não podem ficar condicionados à boa ou má vontade de um egoísmo que não se controla. 

Na vida em sociedade, cumprimentamos a todos com cortesia e devemos ensinar nossos filhos filhos a fazer o mesmo. Filhos que se escondem atrás dos pais para negar um cumprimento a um vizinho idoso mais provavelmente faz isso por falta de educação e porque isso o distrai de seus interesses do que por timidez como se justifica normalmente. Uma criança é uma luz para todo mundo, ajude-o a ser ensinando-o boas maneiras. Seu filho é que vai lucrar com isso.

Em ambientes sociais como as áreas comuns de onde moramos, clubes, igrejas, locais de trabalho, etc., devemos sempre ser corteses e cumprimentar, sorrir, não nos negarmos a essa pequena troca de umas poucas palavras de cortesia com quem nos encontramos.

É corrupção de caráter só se interessar por falar quando se tem vontade, ou quando a pessoa "lhe interessa", ou só com as pessoas do seu time de futebol, da sua idade, ou da sua "tribo".

Eduque seu filho para que ele saiba cumprimentar e conversar socialmente  com todos valorizando sempre as pessoas que encontra e ensine-o a sorrir enquanto cumprimenta.

Nada disso se confunde com dar trela a estranhos.

Um simples cumprimento, com um sorriso, a todos inclusive os inoportunos, pode levar muito bem aos demais.

Pontos Práticos

  1. Quando um adulto, um vizinho, o cumprimentar, nas áreas comuns do prédio, por exemplo, faça seu filho responder ao cumprimento, sempre. 
  2. Se quiser que seu filho seja muito educado, que ele repita o nome da pessoa a que foi apresentado. " - Bom Dia, Sr. João." e não apenas " - Bom Dia." 
  3. Não permita que ele saia correndo ou que se negue a cumprimentar. 
  4. Ensine-o a responder o cumprimento recebido com cortesia. Isto é muito importante para o desenvolvimento social da criança porque a educa a valorizar os demais.
  5. Do mesmo modo se seu filho é mais velho, já um rapaz ou um adolescente, não permita que ele fique tão envolvido com o cão, o celular ou o que for a ponto de se negar a responder a um cumprimento ou sequer a olhar para o vizinho enquanto este o cumprimenta. 
  6. Toda criança ou jovem tem capacidade de comportar-se socialmente se for educado para isso. Saber ser sociável vai ajudar muito seu filho na vida em sociedade. Não desista, insista.
  7. Se seu filho já é um adulto é inadmissível que ao cumprimento de um amigo idoso do pai, por exemplo, o filho responda com pressa, impaciência ou ignore o cumprimento. E acontece!
  8. Do mesmo modo, as mães devem dar exemplo de saber cumprimentar todas as pessoas de forma apropriada, conforme o grau de intimidade e as circunstâncias sociais. A Igreja por exemplo é uma comunidade, é a sua comunidade. Por isso cumprimente com muita cortesia, como um filho na casa de seu pai, àqueles a quem é apresentado. É inadmissível que colegas de pastorais não se cumprimente ao se encontrarem em outros locais. 
  9. Os pais devem dar exemplo de uma disponibilidade social mínima. O mundo fica muito pesado quando vemos sempre caras impacientes, envolvidas demais consigo mesmos, mal humorados, etc.
  10. Seja amável e cumprimente com um sorriso e dê atenção e um pouco do seu tempo a todos que Deus coloca em seu caminho. Ensine isto a seu filho. 
  11. Nunca chame a atenção de uma pessoa estalando os dedos.
  12. Jamais chame uma pessoa por gritinhos de psiu, principalmente se for uma mulher.

Postagens mais visitadas