23 dezembro 2015

Boas Maneiras: 10 Ideias em que Melhorar no Próximo Ano

Em que Melhorar: 10 Ideias


  1. Melhorar as suas próprias condições de vida, tanto as próprias qualidades humanas como materiais.  
  2. Procura melhorar as suas qualificações profissionais, sua competência profissional tanto por um maior conhecimento técnico como por melhor formação pessoal de modo que o serviço que preste à sociedade, através da sua profissão, seja excelente do ponto de visa técnico e humano. Incentivá-lo a jamais parar de aprender.
  3. Ter sempre a preocupação de contribuir para a melhoria do grupo no qual ele estiver inserido: família, grupo de trabalho, sociedade, etc.  
  4. Demonstrar sempre integridade e honestidade em todas as suas ações e relações pessoais, sociais e profissionais.  
  5. As pessoas admiráveis são sempre pessoas confiáveis: ele se guia por seus valores e não os muda para agradar o poder. Que sua opinião seja sempre  relevante, útil e oportuna. Que ele  respeite os segredos a ela confiados, as leis escritas e as do bom senso.
  6. A pessoa admirável não fala mal de ninguém, nem do seu país, nem da sua família, nem do chefe ou do emprego. O filho bem educado em família procura respeitar a reputação e o prestígio das pessoas e instituições.  
  7. É preciso ensinar aos filhos a naturalmente cumprir, promover e cobrar dos demais, na medida da sua competência, o respeito ao ser humano e a tudo que existe independentemente de raça, cor, religião, sexo, nacionalidade, idade. Sendo isto uma prática constante do seu comportamento pessoal e profissional não discriminando empregados, nem adulando chefes ou clientes.
  8. Os filhos devem aprender em família a não mentir e a não fingir grandezas que não possui.  Também não deve vangloriar-se de títulos, capacidades, interesses nobres, oportunidades e riquezas.  Devemos aprender desde cedo a ter palavra: o que dizemos é verdade.  Em casos de disputa devemos ensinar aos filhos a apresentar claramente seus interesses e limitações sem receio das dificuldades, sem jogo duplo.  
  9. O filho deve aprender a recusar qualquer presente ou hospitalidade que possa influenciar ou parecer influenciar suas ações.  Do mesmo modo deve evitar qualquer aparência de ilegalidade.
  10. Os filhos devem aprender que os pequenos detalhes contam e muito. Acordar cedo, aproveitar bem o tempo, cumprir essas pequenas atividades cotidianas como tomar banho, apresentar-se bem vestido, arrumar sua cama, etc. devem ser feitos prontamente e não quando se está com vontade. Ser heroico não é um ato isolado de bravura que para a maioria das pessoas nem acontece, mas a fidelidade cotidiana ao fim de uma vida é que é heroico.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "