06 setembro 2014

Boas Maneiras nos Cruzeiros em Navios Transatlânticos


  1. Nunca fique muito tempo sozinho. 
  2. Não se levam grandes malas para bordo. 
  3. Não execute manobras ou atividades da tripulação ou que exijam conhecimento especializado. 
  4. Não jogue lixo como papéis, restos de frutas ou objetos no mar. 
  5. Nos iates não se confraterniza com a tripulação. As relações são polidas, mais formais. 
  6. Chamam-se os profissionais da tripulação pelos seus cargos como “garçom”, camareira e ao capitão por comandante com evidentemente o devido respeito a todos os cargos. 
  7. As roupas do homem a bordo dependem do tamanho do barco e dos lugares que se ancoram. Se for convidado para um iate de grandes proporções com cabines, ancorado num clube da cidade usará trajes como em terra. 
  8. As boas maneiras devem se estender aos portos e cidades visitadas. 
  9. Não "guarde lugar" monopolizando instalações, mas deixe-as livres para os outros se não está usando. 
  10. Não deixe coisas espalhadas para depois em áreas públicas. Leve-as sempre com você. 
  11. Controle as crianças. Não "empurre" essa tarefa para outros convidados ou para os membros da tripulação, mesmo que por "pouco tempo" e muito menos se fazendo de desentendido. 
  12. Não fume. 
  13. Seja considerado com os outros no uso da academia. Se há pessoas esperando não se demore muito no aparelho. E mesmo que você não veja fila para usar o aparelho, use os equipamentos e os serviços sem monopolizá-los. 
  14. Aguarde sempre a sua vez sem fazer exigências ou "reclamar títulos" para ser atendido. 
  15. Não fique murmurando ou reclamando enquanto aguarda numa fila ou porque não conseguiu usar o equipamento que esperava. Isso só espalha mal humor e um desafeto ou "clima" ruim num lugar onde estão 3500 pessoas compartilhando o mesmo espaço não é a melhor maneira de viajar. 
  16. Preste atenção às instruções e recomendações de segurança e as siga. 
  17. Quando num cruzeiro devemos ser sempre amigáveis e cumprir as regras básicas de boas maneiras, como: 
  18. Tratar bem as instalações e os objetos do navio, o que vai de não destruir nada, nem pegar nenhuma “lembrancinha”, como não bater portas ou dispor abusivamente de amostras, brindes e degustações. 
  19. Tratar bem tanto os passageiros como a tripulação o que não quer dizer com intimidade ou liberdades. 
  20. Não faça barulho nas exibições de filmes, nas áreas comuns e na sua cabine que incomode os demais. 
  21. Não molhe os outros quando caindo na piscina. 
  22. Não fure fila. 
  23. Não se descontraia demais a ponto de impor seus humores, seus interesses e presença sobre os demais. Ouça e respeite os interesses dos seus companheiros de viagem. 
  24. Siga o código de vestimenta do navio, mesmo informalmente existe um. Não vista "smoking" se todos preferem a descontração e não apareça em trajes de corrida ou de banho no salão de jantar se todos se vestiram formalmente. Quando analisando um passeio, pergunte sobre o código de vestimenta. Se não gosta de situações formais talvez devesse escolher outro cruzeiro, um que não ofereça eventos sociais formais. Algumas pessoas apreciam os jantares e bailes de gala e seria muito desrespeitoso aparecer em trajes muito informais nessas situações. Se isso acontecer, prefira não ir ao baile e ler um livro na sua cabine. 
  25. Mesmo tendo pago sua viagem adiantada, devemos ver os grandes navios como hotéis o que significa que sim, damos gorjeta ao pessoal do navio. 
  26. Limpar a água que deixou na cadeira do deck é considerado boas maneiras. Isso de deixar para os outros secar, recolher, limpar, o puxar a descarga é falta de boas maneiras. Nos barcos e em qualquer outro lugar. 
  27. Ainda que exista pessoal para limpar os navios é de bom tom você fazer a sua parte por: 
  28. Colocar o lixo no lixo. 
  29. Retornar o que pegou para o seu devido lugar: revistas, guarda-sóis, copos, toalhas. 
  30. Recolha sempre os seus pertences antes de deixar uma área. 
  31. Alguns dos funcionários do navio trabalham muito e é uma prova de cortesia conservar a sua cabine em ordem, ou seja, se em casa você costuma ficar com o seu quarto com aquela bagunça, misturando comida, roupa molhada sobre a cama ou cadeiras, se costuma deixar coisas pelo chão ou fluidos e mostras da sua higiene pessoal pelo quarto, não faça isso na cabine. Uma camareira tem que limpar o quarto, não a sua bagunça. 
  32. Não utilize sua máquina fotográfica de modo inconveniente: não fotografe exposições, pessoas em posições embaraçosas e peça licença para fotografar as pessoas, é uma delicadeza apreciada. Não esqueça a máquina fotográfica: Nem de levar, nem em qualquer lugar do navio. Lembre-se que a pessoa educada sempre trata bem seus pertences.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "