06 setembro 2014

Boas Maneiras e os Segredos da Boa Festa

  1. O segredo para receber bem as pessoas, mesmo em festas mais requintadas é fazê-las sentir-se bem acolhidas, como se estivessem em suas casas. Não é uma boa anfitriã aquela que tudo faz para "esnobar" ou exibir-se.
  2. Converse um pouquinho com todo mundo.
  3. Planeje tudo para não estar tão pendente da organização ou da cozinha que acabe por não dar atenção aos seus convidados. Eles são o foco da sua festa, não a decoração, o serviço, a comida. Tudo isto é para eles, mas se não soubermos equilibrar bem as coisas acabaremos passando a ideia de que eles são um estorvo ou fonte de cansaço, despesa e trabalho excessivo.
  4. Esteja pronta na hora certa. Bem humorada e disponível. Faça com que toda a sua família esteja bem para receber os convidados. Adolescentes não podem ficar emburrados ou jogando vídeo-game nos quartos enquanto há uma festa de toda a família na casa, por exemplo. É claro que sendo uma festa de adultos os jovens podem cumprimentar a todos e vir a retirar-se. Mesmo assim excepcionalmente.
  5. Um dos segredos para o sucesso de uma reunião em volta da mesa - seja um jantar social ou um almoço de negócios - é o Plano de Mesa. Ou seja, é a maneira certa de colocar pessoas com interesses comuns e afinidades perto umas das outras. Esse detalhe é fundamental quando se trata de fazer a conversa fluir bem ou concretizar um negócio. normalmente, as pessoas esperam que alguém - o dono da casa ou representante da empresa que convida - indique exatamente onde cada um deve sentar.
  6. O sistema de som ou o conjunto musical ficam onde possam ser ouvidos por todos, em um canto do salão ou na varanda. Coloque sempre um espaço para dança se for o caso bem próximo à música e deixe outros ambientes onde a música só chega como fundo musical. Criar vários ambientes é um importante segredo de uma festa. A música pode ser proveniente de som, ou de um conjunto musical e se a festa não for para dançar é preferivelmente que seja só instrumental, com ritmo ou clássica, escolhida para alegrar e descontrair e não para suprimir a conversa. Mas tenha sempre música na sua festa.
  7. Não fique preocupada demais com as regras de etiqueta nem com o seu desempenho como anfitriã. Ficará tensa e isso irá tirar a sua naturalidade.
  8. É uma boa providência antes de toda festa, rever, durante a organização os detalhes de boas maneiras que deverá lembrar aos filhos. É mais fácil motivá-los a participar da festa se tiverem uma tarefa, se lhe tiver sido explicado como receber, como cumprimentar etc.
  9. Se for servir uma refeição onde as pessoas irão comer segurando os pratos no colo, não faça frango assado ou pratos que sejam difíceis de cortar. Prefira os "estrogonofe" e quaisquer outros que possam ser consumidos praticamente só com o garfo. ( Mas não deixe de oferecer ambos os talheres, garfo e faca.)
  10. Evite pratos que requeiram sua atenção ou seus cuidados na cozinha de modo a não negligenciar seus convidados.
  11. Escolha cardápios que combinem entre si. Não repita o mesmo ingrediente: se já serviu camarão na entrada não o repita na refeição.
  12. O recurso de sempre servir duas carnes diferentes, uma branca e uma vermelha aumenta a chance de atender à mais pessoas do que convidar só para uma feijoada, por exemplo.
  13. Hoje em dia todas as pessoas estão mais cuidadosas com a saúde e a boa nutrição. Reveja e atualize seu cardápio. Mouses maravilhosos de antigamente são hoje uma verdadeira ofensa tendo em vista que são apenas combinações de enlatados açucarados: uma lata de leite condensado, uma lata de pêssegos, etc.
  14. Não deixe de servir salada e água. Nunca.
  15. Não é obrigatório servir bebida alcoólica em toda a festa.
  16. Aprenda com cada festa ou reunião o que melhorar. Guarde as informações, listas, endereços úteis de fornecedores e prestadores de serviço, etc. para a sua próxima festa.

"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "