02 setembro 2014

Boas Maneiras e os Brindes


Brindes

  1. Sempre se faz o brinde ao convidado de honra. 
  2. Ao anfitrião cabe fazer o brinde ao convidado de honra. Se por qualquer motivo o anfitrião parece que não vai fazê-lo pode-se pedir licença ao anfitrião para fazer o brinde. Ainda que esta sugestão pareça para ocasiões muito formais, não é. Uma simples pizza de aniversário também deveria ter umas palavras para saudar o aniversariante. Entre amigos, ou mesmo comemorações cotidianas entre pais e filhos, por exemplo,  não se deve perder a oportunidade de fazer um brinde e assim valorizar e reafirmar o homenageado, mesmo sendo uma criança pequena, (brinde com bebida não alcoólica é claro) e reafirmar os filhos ou o carinho por um parente idoso ou solitário.
  3. Os brindes são feitos sempre após o prato principal. 
  4. Levante-se sempre para propor o brinde. Assim chama a atenção dos amigos. (Em grupos pequenos e informais não é preciso se levantar).  Mas evite bater com o talher nos copos e evite qualquer comentário "pseudo-engraçado" para chamar a atenção dos convidados para o brinde. Apenas diga algo como " - Posso ter a atenção de todos.", e em seguida olhe para a audiência, espere uns momentos até que todos façam silêncio e repita a frase até conseguir a atenção de todos. O ideal é ter combinado antes com ao menos algumas pessoas de que vai haver um brinde depois da refeição. Os que estão sabendo do brinde naturalmente vão chamar a atenção dos demais para o momento do brinde. 
  5. Jamais, jamais use de grosserias ou insinuações maldosas ou de sentido dúbio num brinde. Essas atitudes jamais são uma homenagem. 
  6. Jamais deixe de participar de um brinde. Erga o copo nem que seja com refrigerante E NÃO DEIXE DE BEBER. O compartilhar é na ingestão da bebida e não no toque dos copos.
  7. Durante os brindes seja sempre amável e participativo. Jamais mostre caras de tédio, desprezo, crítica ou mesmo indiferença. 
  8. Jamais faça comentários críticos ou "engraçadinhos" nos brindes. Para os engraçadinhos e os  que gostam de "avacalhar" momentos formais é preciso compreender que a graça do brinde É SIM UMA HOMENAGEM SÉRIA,VERDADEIRA de todos para o convidado de honra e não outra ou mais uma "avacalhação" entre amigos mais liberais. Grosserias, piadas de mau gosto, nem pensar! Se já não são apropriadas nunca, que dirá na hora do brinde. 
O brinde realmente pode se tornar uma reunião simples numa ocasião muito especial e digna de ser lembrada, ou referida. Por isso coopere quando estiver num grupo que quer fazer uma homenagem a alguém. Se você for fazer o brinde lembre-se de:

  1. Seja simples, verdadeiro e rápido. Poucas palavras mas apropriadas. Evite o floreio e a tentativa de aparecer mais do que o homenageado. 
  2. Os brindes não são fáceis. É preciso, de preferência, prepará-los com antecedência. O anfitrião se sabe que não vai fazer o brinde, peça a um amigo que por qualquer motivo talvez possa fazer melhor a homenagem, mas o avise com antecedência. 
  3. Deixe claro que terminou o brinde com uma frase positiva e peça - claramente - a todos ou para erguer as taças, ou diga saúde, para que a audiência possa responder com sua participação encerrando o brinde. 
  4. Se nos fazem uma homenagem jamais batemos palmas para nós mesmos. Podemos inclinar a cabeça como quem agradece quando nos dirigem o brinde. Mas não bebemos nem nos levantamos enquanto nos estão dirigindo as palavras do brinde, porque isto também é "homenagear-se", mas imediatamente nos levantamos quando agradecemos o brinde. Esse agradecimento pode ser com algumas palavras ou só uma vênia com agradecimentos para quem lhe dirigiu a homenagem.. 
  5. Depois de receber o brinde, o homenageado imediantamente responde com um brinde a todos os presentes e algumas palavras amáveis.
  6. Tanto no brinde como no agradecimento o "texto" do brinde não deve demorar mais que um minuto. Brinde é brinde e não exposição de razões. 
  7. Fale do coração, com algumas palavras amáveis ou simplesmente diga " - Um brinde a vocês Adriana e Raul", mas sempre, em seguida, beba um pouco da bebida. 


"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "