17 agosto 2014

guardar pontos história do Brasil e geral

O período colonial. 

A Configuração Territorial da América Portuguesa.
O Tratado de Madri e Alexandre de Gusmão.

O processo de independência. Movimentos emancipacionistas. A situação política e econômica européia. O Brasil sede do Estado monárquico português. A influência das idéias liberais e sua recepção no Brasil. A política externa. O Constitucionalismo português e a Independência do Brasil. 3 O Primeiro Reinado (1822-1831). A Constituição de 1824. Quadro político interno. Política exterior do Primeiro Reinado. 4 A Regência (1831-1840). Centralização versus Descentralização: reformas institucionais. (o Ato Adicional de 1834) e revoltas provinciais. A Dimensão Externa. 5 O Segundo Reinado (1840-1889). O Estado centralizado; mudanças institucionais; os partidos políticos e o sistema eleitoral; a questão da unidade territorial. Política externa: as relações com a Europa e Estados Unidos; questões com a Inglaterra; a Guerra do Paraguai. A questão da escravidão. Crise do Estado Monárquico. As questões religiosa, militar e abolicionista. Sociedade e Cultura: população, estrutura social, vida acadêmica, científica e literária. Economia: a agroexportação; a expansão econômica e o trabalho assalariado; as políticas econômico-financeiras; a política alfandegária e suas consequências.

A Primeira República (1889-1930). A proclamação da República e os governos militares. A Constituição de 1891. O regime oligárquico: a “política dos estados”; coronelismo; sistema eleitoral; sistema partidário; a hegemonia de São Paulo e Minas Gerais. A economia agro-exportadora. A crise dos anos 1920: tenentismo e revoltas. A Revolução de 1930. A política externa: a obra de Rio Branco; o panamericanismo; a II Conferência de Paz da Haia (1907); o Brasil e a Grande Guerra de 1914; o Brasil na Liga das Nações. Sociedade e cultura: o Modernismo. 7 A Era Vargas (1930-1945). O processo político e o quadro econômico financeiro. A Constituição de 1934. A Constituição de 1937: o Estado Novo. O contexto internacional dos anos 1930 e 1940; o Brasil e a Segunda Guerra Mundial. Industrialização e legislação trabalhista. Sociedade e cultura. 8

A República Liberal (1945-1964). A nova ordem política: os partidos políticos e eleições; a Constituição de 1946. Industrialização e urbanização. Política externa: relações com os Estados Unidos; a Guerra Fria; a “Operação Panamericana”; a “política externa independente”; o Brasil na ONU. Sociedade e cultura. 9

O Regime Militar (1964-1985). A Constituição de 1967 e as modificações de 1969. O processo de transição política. A economia. Política externa: relações com os Estados Unidos; o “pragmatismo responsável”; relações com a América Latina, relações com a África; o Brasil na ONU. Sociedade e cultura. 10 O processo democrático a partir de 1985. A Constituição de 1988. Partidos políticos e eleições. Transformações econômicas. Impactos da globalização. Mudanças sociais. Manifestações culturais. Evolução da política externa. Mercosul. O Brasil na ONU.

História Mundial

1 Estruturas e idéias econômicas.

Da Revolução Industrial ao capitalismo organizado: séculos XVIII a XX. Características gerais e principais fases do desenvolvimento capitalista (desde aproximadamente 1780).

Principais idéias econômicas: da fisiocracia ao liberalismo. Marxismo. As crises e os mecanismos anti-crise: a Crise de 1929 e o “New Deal”.

A prosperidade no segundo pós-guerra. O “Welfare State” e sua crise.

O Pós-Fordismo e a acumulação flexível. 2

Revoluções. As revoluções burguesas. Processos de independência na América. Conceitos e características gerais das revoluções contemporâneas. Movimentos operários: luditas, cartistas e “Trade Unions”. Anarquismo.

Socialismo. Revoluções no século XX: Rússia e China. Revoluções na América Latina: os
casos do México e de Cuba. 3 As Relações Internacionais.Modelos e interpretações. O
Concerto Europeu e sua crise (1815-1918): do Congresso de Viena à Santa Aliança e à
Quádrupla Aliança, os pontos de ruptura, os sistemas de Bismarck, as Alianças e a
diplomacia secreta. As rivalidades coloniais. A Questão Balcânica (incluindo antecedentes e
desenvolvimento recente).

Causas da Primeira Guerra Mundial. Os 14 pontos de Wilson.

A Paz de Versalhes e a ordem mundial resultante (1919-1939).

A Liga das Nações. A “teoria dos dois campos” e a coexistência pacífica. As causas da Segunda Guerra Mundial.

As conferências de Moscou, Teerã, Ialta, Potsdam e São Francisco e a ordem mundial
decorrente. Bretton Woods.

O Plano Marshall. A Organização das Nações Unidas.

A Guerra Fria: a noção de bipolaridade (de Truman a Nixon). Os conflitos localizados. A “détente”. A
“segunda Guerra Fria” (Reagan-Bush). A crise e a desagregação do bloco soviético. 4
Colonialismo, imperialismo, políticas de dominação.

O fim do colonialismo do Antigo Regime. A nova expansão européia. Os debates acerca da natureza do Imperialismo. A partilha da África e da Ásia. O processo de dominação e a reação na Índia, China e Japão.

A descolonização. A Conferência de Bandung. O Não Alinhamento. O conceito de Terceiro
Mundo.

5 A evolução política e econômica nas Américas. A expansão territorial nos EUA. A
Guerra de Secessão.

A constituição das identidades nacionais e dos Estados na América
Latina.

A doutrina Monroe e sua aplicação. A política externa dos EUA na América Latina. O
Pan-Americanismo. A OEA e o Tratado do Rio de Janeiro. As experiências de integração
nas Américas. 6 Idéias e regimes políticos. Grandes correntes ideológicas da política no
século XIX: liberalismo e nacionalismo. A construção dos Estados nacionais: a Alemanha e
a Itália. Grandes correntes ideológicas da política no século XX: democracia, fascismo,
comunismo. Ditaduras e regimes fascistas. O novo nacionalismo e a questão do
fundamentalismo contemporâneo. O liberalismo no século XX. 7 A vida cultural. O
movimento romântico. A cultura do imperialismo. As vanguardas européias. O modernismo.
A pós-modernidade.

"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "