22 julho 2014

8 Dicas Boas Maneiras para Despedidas

Frequentemente falamos sobre a importância de cumprimentar a todos sempre com muita educação e boas maneiras. Mas também devemos ser igualmente educados quando nos despedimos das pessoas. E tantos faz se são as despedidas simples do dia a dia de pessoas que vamos amanhã ou as despedidas "para sempre".

Dicas de Boas Maneiras nas Despedidas


  1. Qualquer despedida não dever ficar sem resposta: responda sempre com um “- Até logo.” pelo menos. Por incrível que pareça muitas vezes nos esquecemos de responder a um adeus cotidiano distraídos que ficamos ora com o celular ora com quem continuamos conversando. Nada disso: despeça-se olhando nos olhos, com um aperto de mão e um sorriso sempre que possível.  
  2. É da pessoa educada procurar se despedir com atenção e deferência. Se puder diga algo delicado como “ – Espero vê-la outra vez.” Ou ainda “- Foi bom conhecer você.” Dar beijinhos  ou não depende do grau de intimidade com a pessoa. Se acabou de conhecer a pessoa ou é um relacionamento profissional ou mais formal prefira o simples aperto de mão deixando os beijinhos para outra ocasião. 
  3. É claro que as situações variam. Uma despedida de um parente ou vizinho que vamos ver em poucas horas ou dias é uma despedida mais simples, mas nem por isso deve parecer rotineira ou indiferente, responda sempre e com um sorriso. 
  4. Mas se é um amigo que vai de vez para o outro lado do mundo, talvez você queira proporcionar-lhe uma despedida com uma pequena festa com os demais amigos, fazer-lhe um álbum de recordações, dar-lhe um presente, qualquer coisa que o faça sentir querido na despedida.
  5. As despedidas podem funcionar como um "rito de passagem" nos ajudando a aceitar partidas mais longas. Este é o sentido do velório. Por isso, mesmo que muitas emoções venham à tona, não deixe de ir nas despedidas que deveria ir. Muitos dos nossos problemas vem exatamente da alienação do que somos e sentimos. 
  6. Não se pode deixar de manifestar carinho e apreço pela pessoa que parte. por causa de dificuldades para dizer adeus. 
  7. No caso das viagens de férias de parentes leve-os ao aeroporto, ou passe antes da casa deles para se despedir, mas sempre se manifeste. Se for o caso, dê algum dinheiro para o sobrinho que vai de férias gastar no seu passeio, ou dê qualquer coisa útil.
  8. A despedida dos mortos também deve ser vivida com o máximo de consideração: deve-se ir ao enterro, à Missa de Sétimo Dia, prestar condolências a família, etc..


"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "