09 setembro 2013

Roteiro Básico de Cerimonial

Cerimonial de um Evento
  1. Anuncia-se o início da cerimônia, pede-se a todos que ocupem seus lugares e esclarece a natureza da reunião.
  2. Convidam-se os membros que vão compor a mesa diretora.
  3. Passa-se a palavra para o membro da mesa que irá proceder a abertura da solenidade.
  4. Agradece então o diretor que procede a abertura do evento a presença das autoridades, dos convidados e dos colegas declarando aberta a solenidade da noite.
  5. Enunciam-se as autoridades presentes para homenageá-las como se fossem parte da mesa embora não venham até a frente sentar-se à mesa.
  6. Procede citação das mensagens de congratulações recebidas.
  7. Anuncia-se o discurso ( No caso de posse em uma Academia o empossado faz um discurso em em geral em homenagem ao titular da Cadeira a qual, agora ele está ocupando, jamais a sí mesmo). A pessoa encarregada de apresentar o novo empossado é que fará referêcia às realizações do novo membro da academia.
Quando se usa Discurso.
  1. Entrega de diplomas, comendas, descerramento de placas.
  2. Convida-se a esposa do presidente à proceder à entrega de um ramalhete de flores à esposa do homenageado.
  3. Presidente da mesa agradece a presença de todos e anuncia o jantar dançante a seguir.
  4. Obs.: Exitem duas maneiras de se fazer a cerimônia acima. Com mestre de cerimônias e sem ele cabendo a condução aos membros da mesa. Pensamos que o mais apropriado é com o mestre de cerimônia para condução do evento previamente acordado com os membros da mesa sua interferência para a condução estando tudo escrito no seu roteiro e aos membros da mesa compete falar o de sua alçada, sejam os temas científicos sejam aqueles de natureza política.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "