13 março 2013

Boas Maneiras e os Almoços de Trabalho


Boas Maneiras à Mesa: e os Almoços de Trabalho

  1. Observe a etiqueta à mesa ainda com maior rigor. 
  2. Não falar muito de coisas pessoais ou de forma indiscriminada nos almoços principalmente os almoços de negócios. 
  3. Cuidado com a cerveja entre colegas de trabalho se você costuma se exceder ou perder a linha depois que bebe.
  4. Evite as brincadeiras porque é muito fácil se exceder por elas e acabar se arrependendo depois.
  5. Mulheres: mantenham a linha, não acreditem na informalidade  que está lhe sendo proposta, em geral é invasão de privacidade. Não conte intimidades, anseios, nem faça comentários negativos com colegas de trabalho. 

Entrevista de Trabalho ou Promoção Durante um Almoço de Trabalho

  1. Algumas entrevistas de trabalho, talvez para uma promoção, são realizadas durante uma refeição. O chefe já lhe conhece, mas quer lhe conhecer mais para saber se você tem as qualidades para representar a empresa e por isso escolhe a refeição porque é uma ocasião informal por um lado, mas também muito reveladora por outro. Por isso se este é o seu caso, reveja as regras básicas de etiqueta à mesa antes desse almoço
  2. Conserve o seu copo de bebida, no caso de um coquetel, sempre na mão esquerda para evitar derramar o líquido ao querer cumprimentar alguém estendendo a mão direita.
  3. É gentil perguntar ao anfitrião o que ele sugere do cardápio antes de sair pedindo qualquer coisa. Pergunte indiretamente, não como um subordinado, algo como " - O que você recomenda aqui?"
  4. Evite o que pode derramar-se muito facilmente sobre a roupa como macarrão e pratos de muito molho. Esta não é a hora de conhecer comidas exóticas nem a de pedir ostras ou qualquer outro prato com o qual você não está acostumado a manusear talheres especiais. Nem é a hora de pedir pratos muito caros. Fique na média dos demais. Pedir o muito rasteirinho, como bife com batatas fritas, ou algo muito inapropriado como por razões gastronômicas como pizza calabresa pode depor contra você. 
  5. Não imponha seu cartão de visita, pergunte se pode deixar-lhe o seu cartão. Se recebeu um cartão, leia-o à vista de quem o entregou e guarde-o, de preferência numa carteira ou onde se veja o cuidado com quem se apresenta. 
  6. Não beba bebida alcoólica mesmo que seu chefe peça. Se vinho é servido fique com meia taça todo o jantar. 
  7. Não chegue nesses almoços com fome, coma qualquer coisa antes. Você quer chamar atenção para seu trabalho e não para seu apetite, capacidade de consumir álcool, aventuras pessoais de gosto duvidoso, ignorâncias gastronômicas ou gafes passadas, etc.Mantenha o nível da conversa e das suas maneiras à altura de um filho de Deus. 
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "