25 fevereiro 2013

Boas Maneiras e Formas de Tratamento Para a Vida Cotidiana


Sempre que nos dirigirmos às pessoas mais idosas, devemos tratá-las respeitosa e atenciosamente por senhor, senhoras. Porém, com sincera delicadeza para não fazer, do uso dessas expressões, meios de discriminação por idade. A verdadeira cortesia é sempre respeitosa e sincera, atenciosa e considerada.


Para chamar à uma pessoa, ou ao se dirigir a alguém, jamais utilize termos genéricos como "querida", "moço", "mocinha", "gata", "garota", etc. São sempre carregados de soberba e, portanto, pouco polidos.


Socialmente só usamos os títulos dos militares nos casos dos cargos mais altos: Exército e aeronáutica: de Marechal a capitão. Na Marinha no caso dos títulos de Almirante e Comandante. Títulos de profissão devem ser sempre utilizados: Dr. Oliveira, etc.


Aos estranhos preferir chamar pela sua profissão: a quem serve a mesa por "garçom", motorista, por motorista, mas atendentes de balcão por senhor, ou senhorita, ou senhora. Mais informalmente de moço ou moça no caso de atendentes de balcão. Jamais se chama quem quer que seja por psiu ou com apelidos jocosos ou depreciativos.


Não se anuncia nunca o "ex" em nenhuma situação: ex-presidente, ex-marido, etc.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "