25 fevereiro 2013

Algumas Dicas de Boas Maneiras no Super Mercado

As frutas colocadas para serem provadas devem só ser experimentadas se temos a intenção de comprá-las e não porque estão sendo oferecidas como prova. Algumas pessoas provam uvas de todos os cachos colocados à venda danificando toda a mercadoria. Devem prová-las das amostras oferecidas numa cesta para isto. 

O mesmo vale para biscoitos e outras amostras oferecidas: provar para conhecer um produto novo ou para ver se está doce para efetivamente comprar. Todo abuso é extremamente indelicado. Por isso não devemos ficar afoitos por cafés gratuitos, pegar mais do que as sacolas necessárias à embalagem das nossas compras, abusar das balas, sachês e outras amostras grátis. Devemos agradecer sempre uma explicação e uma amostra que nos seja oferecida.

Após colocarmos nossas compras na bancada ou esteira da caixa, devemos colocar o carrinho do supermercado em algum local onde não atrapalhe a próxima pessoa da fila. Do mesmo modo a cestinha de compras deve ser colocada em local apropriado e com as alças abaixadas e devidamente encaixadas nas outras e de MODO DELICADO e não atirada ao chão. Do mesmo modo leve o carrinho que usou para colocar suas compras no carro para o local próprio de deixá-los e não os deixe no meio dos carros do estacionamento. É prova de boas maneiras o cuidado e a delicadeza com que tratamos TODOS os objetos, inclusive o dos outros.

Também no seu prédio se você pegou o carrinho de compras na garagem para levar seus embrulhos até o seu apartamente não deixe o carrinho no elevador ou no hall do seu andar para que outro o leve para o seu lugar. Devolva você mesmo todos os objetos que usou aos seus devidos lugares.

Não deixe folhetos e papéis nos carrinhos de compras e não os suje. Utilize sempre um saco plástico para embalar suas carnes para que o líquido que pinga delas não contamine os seus alimentos nem as esteiras do caixa.

Os supermercados devem manter limpos e bem conservados seus carrinhos e cestinhas de compras. Exijamos que as mesas dos caixas por onde passam as compras, os carrinhos, refrigeradores, locais de colocar o pão e as cestas de carregar compras, e bem todo o mercado, estejam sempre muito limpos.

Se vemos algo cair das prateleiras devemos recolher mesmo que não tenhamos sido nós os que o fizemos cair. Caso alguém venha nos ajudar a recolher uma mercadoria que sem querer deixamos cair devemos agradecer.

As conversas expontâneas que surgem ao se comentarem preços, muitas vezes provocadas por idosas, não devem ser cortadas grosseiramente mas respondemos com um sorriso e se temos presa devemos nos desculpar justificando nossa saída. Para muitas pessoas sozinhas a ida ao supermercado é o único "passeio" e percebendo essa necessidade não devemos ser tão ríspidos ou desdenhosos. 

Nas filas dos mercados, sejam da carne, do queixo, do caixa, não devemos criticar, nem alimentar os falatórios escandalosos sobre os maus serviços de forma indiscriminada. Devemos falar com o gerente ao invés de criar um “clima de insatisfação”. na fila que em geral só leva a generalização do mau humor. Se for o caso não voltar mais naquele mercado até que o problema tenha sido sanado. Não devemos criticar um produto ou serviço comparando-o com o de outro estabelecimento gratuitamente, o que é sempre insultante.

As sacolas dos mercados constituem custos fixos a serem agregados aos produtos que adquirimos no supermercado. Se você os consome de forma exagerada não só está aumentando os custos do que pagamos como contribuindo, em última instância agride o meio ambiente. Talvez fosse muito educado levar bolsas para as compras para não se gastarem sacolas plásticas em demasia. Se a economia feita com as sacolas será investida em melhorias e não apenas em lucro para o proprietário vai depender dos valores que o supermercado venha a adotar. Mas talvez o seu exemplo ajude. Não vamos esperar que os outros adotem valores mais educados para que nós o façamos. 

Seja paciente nas filas e não provoque conversas desagradáveis durante a espera. Se alguém provocar uma conversa amena numa fila, corresponda, o clima gentil de uma conversa pode ajudar a desanuviar o estress até de quem está em volta e ajudar a hora a passar. Mas não imponha conversas, se não há senão um sorriso não insista. Hoje em dias todas as pessoas devem ser tratadas com muita cortesia porque não raro estão "matando um leão" por dia.

Coloque suas compras de forma organizada no carrinho não misturando produtos químicos com alimentos e colocando os vários produtos de um mesmo tipo todos juntos para facilitar a passagem pelo caixa. Se você comprou três pacotes de um sabão em pó coloque os três juntos no carrinho, que passarão juntos no caixa, serão ensacados juntos e poderão ser colocados juntos na área de serviço de sua casa agilizando não só a passagem pelo caixa como a tarefa de armazenamento em casa. 

Jamais pegue nada no supermercado pelo qual não tenha pago ou tenha sido - claramente - oferecido como brinde. Mesmo que pretenda pagar depois não abra embalagens antes de pagá-las nem disponha do que não é seu com desculpas oportunistas.

Não desconte sua insatisfação com a demora na fila no caixa. Fale com o gerente.

Deixe aquela senhora ou senhor idoso passar na frente na fila dos frios ou da carne. Mas, principalmente, na fila do caixa quando você está com o carrinho lotado e atrás de você está uma pessoa com um ou dois volumes a mais do que o permitido no caixa expresso - dê um sorriso e deixe passar. Não obstante não pense que o os outros tem obrigação de dar-lhe a vez porque você só tem um produto para passar. Se ele lhe negar não seja antipático, ele pode já ter passado outras pessoas, estar com pressa, ou já ter esperado a troca da bobina e outras demoras e agora já está na vez dele mesmo.

Se você é um idoso que não tem muito que fazer tenha consideração por quem pode estar muito mais estressado do que você e não abuse da cortesia que lhe é devida. No nosso país já vi idosos tranqüilos fazer uma operária perder o lugar de uma viagem que ela teve que fazer toda de pé sendo que já tinha andado 1,5km até o ponto, acordado às três da manhã e que na verdade conta com o tempo que dorme no ônibus para se recompor para encarar um batida durante o dia bastante dura e ela viajou em pé mais de quase duas horas por causa de um idoso que saltou um ponto apenas depois.

A educação e a consideração devem estar relacionadas com a caridade e não com normas fixas de idade por exemplo e que ignoram o bem alheio. Se alguém ceder a vez agradeça. Não estrague uma gentileza com constrangimentos desnecessários de comentários que apesar de aceitar a cortesia insistem que não são necessárias ou que a pessoa não é idosa. Nada mais inconveniente.

Não fure file.

Os funcionários de supermercados devem ter em mente que seu trabalho não é apenas de arrumar uma mercadoria ou fazer o caixa, mas são todos atendentes dos clientes e o relacionamento humano pede cortesia e não apenas o cumprimento enfadado de uma tarefa. As queixas sobre o ambiente de trabalho sobre a empresa não devem ser feitas aos clientes.

Evite sujar o mercado. Não abra ou coma produtos no mercado. Não fure embalagens ou estrague frutas com apertos e quebras desnecessárias. Mantenha as prateleiras arrumadas. Se desistiu de comprar uma mercadoria devolva-a para o lugar certo antes de entrar na fila do caixa. Se desistiu de um produto como um queijo ou presunto que foi fatiado para você e que exige geladeira devolva-a ao encarregado do setor com um pedido de desculpas para que o produto não se perca.

Algumas pessoas acham que fazer as compras do mês é uma tarefa muito desagradável. Outras fazem da ida ao mercado o lazer de seu dia enfurnado em casa. Seja humano e atencioso: não transpareça sua insatisfação e se um idoso lhe informar a diferença de preço entre um produto e outro que na verdade você nem está interessado em comprar dê-lhe atenção com carinho e não é preciso estender muito a conversa, mas seja gentil. Ao final do dia pode ter sido uma das boas coisas daquele seu corrido dia, o de ter dado atenção a quem é só. 

Algumas pessoas vão ao supermercado – até porque “só vão no supermercado” – vestidas e não arrumadas como não se não tivessem tomado banho, ou tivessem parado a faxina do porão secular naquele instante por um chamado de emergência – no supermercado. Não devemos nunca nos apresentar tão mal assim, nem que seja para irmos ao supermercado. Na verdade com esta desculpa acabasse indo assim, com má apresentação a mais lugares do que imaginamos. 

Sempre se dá uma gorjeta ao entregador das compras. Se for o caso ofereça um copo com água e trate a todos com cortesia, embora jamais com intimidade.


"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "