25 fevereiro 2013

7 Pontos Fundamentais de Boas Maneiras dos Maridos

  1. Maridos não devem alardear a homenagem que esposa e filhos lhe fizeram.
  2. Nem nomear esposa por sua qualidade dominante, como " - Linda." e muito menos por vocativos que a rebaixam de sua condição de pessoa e filha de Deus a um atributo especialmente caro ao egocentrismo do marido como " - Gostosa, vem cá."
  3. O marido jamais deve tornar o defeito da esposa, da família ou qualquer problema assunto social dos seus amigos. O marido educado JAMAIS fala mal de sua família em sociedade e não fica criticando a mulher para os amigos querendo colocar todos contra ela.
  4. O marido também não deve utilizar em público o apelido íntimo, nem tocá-la como na intimidade quando estiverem em público. 
  5. A maneira mais apropriada de referir-se à sua esposa é por “minha mulher”. 
  6. O marido não deve brincar ou zombar de sua mulher diante dos outros, em hipótese alguma. Se ele faz isso, o que os outros poderão fazer com ela?
  7. Ter-se por vítima é sempre falta de caráter e falta da virtude da fortaleza. Se os homens são mais fortes fisicamente que as mulheres, rebaixam-se da sua condição natural quando são fracos moralmente.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "