28 fevereiro 2013

50 Dicas de Boas Maneiras no Trabalho

  1. Devemos tratar os outros como gostaríamos de ser tratados, cumprimentando a todos, utilizando um vocabulário adequado, pedir as coisas amavelmente, evitar envolver-se com a vida privada dos demais, com críticas e as murmurações, ( se não houver nada positivo para dizer é melhor não dizer nada). 
  2. Na verdade existe uma série de hábitos que são chaves para desenvolver nossa capacidade de nos relacionarmos com quem trabalhamos: saber trabalhar em equipe, contar mais com o que os outros podem contribuir ou nos trazer, aprender a discordar construtivamente sem aborrecer-se e sem enfrentamentos ou humilhações desnecessárias, saber conjugar exigência com cordialidade, saber mandar sem humilhar e obedecer sem se sentir humilhado, evitar a resistência como a excessiva influenciabilidade, etc. 
  3. Evitar nos ambientes de trabalho os namoricos, os exibicionismos o flerte com pessoas do sexo oposto principalmente se são casadas, as roupas e os modos provocativos, bem como as “brincadeiras” de gosto duvidoso. No trabalho deve imperar a relação profissional e a atenção que damos ao outros não deve ser confundida com carícias ou familiaridades que são muitas vezes indício claro de uma predisposição menos ou mais consciente para a vulgaridade. Não aceite e não faça “ conquista de escritório”. Se tiver um amigo ou mesmo o chefe, fale quem a está incomodando e peça para ele não fazer mais esse tipo de abordagem. As pessoas mais velhas e de maior cargo ou experiência devem ser as mais prudentes e agir pela parte mais fraca, desestimulando fantasias de relacionamentos ou admiração fora da “real” e não compactuar com isso. É preciso entender, falar francamente e não incentivar ou tirar vantagem de “deslumbres” de pessoas mais fracas. Evitar sempre o desenvolvimento da ilusão não aceitando “almoços” para conversar, etc. 
  4. A convivência é mais agradável quando existe cortesia e ajuda mútua e devemos sempre realizar estes pequenos serviços que ajudam os outros no trabalho como servir um café, colaborar com o trabalho dos outros, ceder a vez num elevador ou no estacionamento, etc. 
  5. Quando começarem a falar sobre a vida particular de um colega de trabalho diga que não tem interesse em saber de modo gentil. Mesmo que você escute sem concordar, em silêncio, e não passe adiante, será como se você tivesse participado daquela fofoca. 
  6. Se você está atrasado e um cliente ou colega está esperando, vá em pessoa e diga que estará com a pessoa em alguns minutos, se ela quer uma água ou um café. Cumpra o que você prometeu. 
  7. Deixe-se ajudar. Existem pessoas que tem mais prática ou experiência e você pode aprender muito se deixando ajudar seja ouvindo conselhos ou considerando as críticas, seguindo indicações o que não quer dizer abandonar seu próprio critério, mas considerar o que se oferece respondendo apropriadamente o que o tornará mais participativo e capacitado para o trabalho de equipe. 
  8. Tenha seu escritório sempre em ordem assim como os seus compromissos e os cumpra diligentemente, sem adiamentos, os agradáveis e os menos agradáveis, evitando as interrupções que provocam adiamentos e a falta dos materiais necessários à nossa atividade por falta de ordem. Deve-se trabalhar com intensidade, espírito de serviço e da melhor maneira que pudermos, as tarefas agradáveis e as desagradáveis. 
  9. Devemos ser pontuais tanto para chegar como para atender aos compromissos e tarefas agendadas e também no horário de sair não ficar no trabalho porque se está fugindo das obrigações de casa, ou fazendo média ou usando os meios disponíveis no escritório para fins pessoais. 
  10. Devemos executar com a maior perfeição possível qualquer trabalho por menor que seja. Devemos ser fiéis no pormenor, nas tarefas habituais de cada dia. Para fechar uma porta, entrregar uma correspondência, tirar uma xerox, embalar um presente em tudo podemos mostrar a categoria humana que temos ao executar as tarefas nos seus detalhes e conscientemente, estando com todos os sentidos no que estamos fazendo. 
  11. Todo o nosso trabalho ficará ainda mais bem executado se o acompanharmos de um sorriso, de uma palavra amável, de bons modos e do desejo de servir bem aos outros por um serviço bem executado. Isso só nos aumenta a categoria humana com que nos vamos formando todos os dias. Não devemos nos contentar com o simples servir, mas acompanhar o serviço prestado com um gesto elegante e risonho e sem esperar agradecimentos. Ao realizar uma tarefa não se contentar com uma execução sofrível e estrita, mas com perfeição humana, amplidão de boa vontade e de amor. 
  12. Se nos solicitam um serviço devemos por nossa atenção nele e procurar desempenhá-lo como se fosse para ser entregue a um rei. Faz-se então um esforço para não nos mostraremos contrariados, ou para não o entregarmos ou fazê-lo apressadamente, mas com um sorriso, com deferência, sem precipitação e superficialidade mas com atenção. 
  13. Se um colega seu está se excedendo na bebida num encontro de trabalho, chame-o ao lado ( NUNCA O CRITIQUE NA FRENTE DOS OUTROS) e tente convencê-lo a passar para um café ou um suco. Ao menos tente. Não deixar que ele faça papel de bobo. Ignorar o que está para acontecer ou “dar corda” para que beba mais, conte piadas vulgares ou com trejeitos ridículos ou, ou ainda que esteja de algum modo fazendo algo de que possa se arrepender amanhã, é falta de coleguismo, de lealdade e não raro caráter. 
  14. Da mesma maneira, se um colega faz um comentário dizendo que essa roupa está muito sexy, ou a pessoa está muito “interessante”, também cabe avisá-lo que o comentário não está de acordo com sua categoria profissional. 
  15. Quando temos uma reunião de negócios onde representamos nossa firma, seja com um novo cliente, com um banco ou qualquer encontro importante devemos nos vestir um pouco mais formal, seja acrescentado uma jaqueta ao vestido de trabalho, seja um colar de pérolas, ou um terno mais alinhado. 
  16. Quando cometer um erro, admita-o para o seu grupo com muita naturalidade e tome as medidas necessárias para sanar o problema sem fazer disso uma grande coisa. Se sempre trabalhamos bem não haverá problema para aceitar um erro. 
  17. Quando seu chefe reclamar do seu trabalho, não responda a cada admoestação do chefe imediatamente interrompendo-o a todo instante com explicações e desculpas. Ouça cuidadosamente enquanto pensa a resposta e faça uma explicação no final pedindo desculpas do que esteve mal feito, ou mal compreendido e diga que está pronto para fazer de novo e melhor agora que tudo foi esclarecido. Isso não significa não se defender de injustiças. A omissão é um erro sempre grave. Mas não vamos confundir o orgulho que não pode ser criticado que logo rejeita o que lhe foi dito sem pensar sobre o que está sendo dito ou uma natural diferença entre o seu ponto de vista e o do chefe, pela qual também se pode aprender muito. Evidentemente algumas pessoas e ambientes são muito difíceis. Se for esse o caso não se deixe abalar a ponto de perder a auto-estima. Devemos saber e aceitar com naturalidade que nem tudo é perfeito. 
  18. Se você quer um aumento fale com seu chefe em termos do que você poderia fazer a mais pela empresa se tivesse a chance de ocupar outro cargo. Não diga que seu salário é baixo ou que tem 5 filhos para criar. Procure desenvolver habilidades, sejam mais estudos ou idéias por desenvolver na nova posição que depois de garantirem o retorno para a empresa de que você está certo e assim ter argumentos claros para reinvindicar novas posições. 
  19. Procure saber os procedimentos adotados pela empresa sobre uso do telefone, intervalos para café, normas de segurança, horários, nomes dos chefes e setores, ramais importantes. Perceba como são tratados os chefes pelos funcionários mais antigos. Não dê nunca margem a conversas que amanhã possam ser interpretadas como autorizações para paqueras. Em festas e confraternizações mantenha a cordialidade. Mas não dê margem a más interpretações do seu comportamento. 
  20. Mesmo que seja apresentada pela abreviatura ou por um apelido, evite repeti-lo. Procure saber o nome certo da pessoa ou se ela prefere ser chamada por aquele apelido. Não se apresente por apelidos ou faça comentários sobre seu nome que sejam engraçados ou dêem margem para intimidades. 
  21. Não seja fofoqueiro. Se vierem lhe dizer algo não alimente, não faça perguntas ou comentários. Tão pouco julgue os outros. (“Porque razão ao julgares os outros pões na tua crítica o amargor dos teus próprios malogros?” M. E.). 
  22. Peça sempre com “por favor” e agradeça sempre com um “obrigado”. 
  23. Não adule. Não se faça de íntimo do poder. Não busque uma promoção pessoal que não passe por muito trabalho e retidão de intenção. 
  24. Procure entrar em harmonia com todos. A responsabilidade por um bom ambiente de trabalho é de todos. Não seja daqueles que tem um humor variante, que hoje está muito simpático e amanhã nervoso. 
  25. Se você tiver que corrigir alguém, não adie. Mas faça primeiro um elogio e em seguida explique o que deve ser feito. De preferência em particular, nunca com humilhações públicas. EXIJA UM TRATAMENTO ASSIM PARA VOCÊ. 
  26. Ao telefone diga o nome da empresa seguida de uma frase “Posso ajudá-lo?“ Ou algo do gênero. O que importa é demonstrar uma disponibilidade para atender quem está do outro lado da linha.Sem intimidades. Se a pessoa que ligar tiver que esperar, volte repetidamente para informar o que está acontecendo. Lembre-se que você está ali para ajudar a aproximar duas pessoas. Essa é a sua função, faça-a bem. 
  27. Não seja íntima ao telefone. Nunca. Nomes com bem, amor etc, são inadmissíveis. Guarde a impressão de irritação e cansaço na gaveta. Seja pausada quando estiver informando. Não interrompa o interlocutor. Mantenha sempre o senhorio sobre você mesma para administrar a conversa. Você está ali para prestar um serviço faça- sempre da melhor maneira possível. 
  28. Felicitações e demissões não se fazem pelo telefone. Evite ligações pessoais da empresa. 
  29. Não se permita adotar uma postura íntima das pessoas só porque você trabalha com elas. Torne-se cordial e aberto, mas jamais íntimo. Lembre-se de que você está trabalhando. 
  30. Não reclame o tempo todo do seu chefe ou dos colegas de trabalho. Honestidade em excesso é uma grande bobagem. Você não deve acreditar que as pessoas estejam tão interessados nas suas críticas, mesmo que elas tenham razão de ser. 
  31. Jamais cite comentários sobre gosto pessoal ou aparência das pessoas, principalmente se forem coisas contadas a você. Preserve a identidade das pessoas com quem você convive no ambiente de trabalho. 
  32. Podemos colocar objetos pessoais na mesa de trabalho desde que não incomode os outros e sendo discretos como uma foto dos filhos. Veja se o ambiente e a decoração da empresa permite suas flores, ou enfeites. Cuidado para não revelar nada muito pessoal como gostos deprimidos, manias, fanatismos místicos que possam revelar você como pessoa instável para o trabalho a ser desempenhado. Mas nada de incenso e se espalhar demais seja fisicamente ou com suas manias e humores. 
  33. Por ocasião de uma promoção deve-se agradecer e voltar para continuar trabalhando normalmente. Não se alardeia o fato para os colegas deixando o comunicado da promoção para que o chefe faça oportunamente. 
  34. Devemos acolher bem um novo funcionário apresentando-o a todos da empresa e onde fica a água, o banheiro, a xerox, etc. Às vezes o chefe designa alguém para fazer a apresentações e recepcionar o novo funcionário. Evite usar o telefone comercial para ligações pessoais demoradas. Caso receba essas ligações não se estenda demasiadamente. Veja como naturalidade o fato de um novato ser alvo de comentários, depois tudo se acomoda. 
  35. O novo funcionário não deve nunca chegar atrasado, não receber visitas particulares dentro do escritório. Não force amizade no primeiro dia mas também timidez demais pode parecer antipático. Com o tempo o coleguismo se formará. 
  36. Quando for entrevistado num almoço sobre um novo emprego deixe para o o contratante a primazia de falar a respeito do emprego; o entrevistado ouve tudo primeiro e só depois comenta sobre o que foi dito. O salário é a última coisa a ser discutida. 
  37. Se recebemos um cliente de outro estado ou país devemos recepcioná-los propriamente ou seja indo ao aeroporto recebê-lo e ajudá-lo no que for preciso para instalar-se e orientar-se numa cidade ou país estrangeiro. 
  38. Devem ser dadas as boas-vindas e o convidado deve ser levado imediatamente para o local onde ficará hospedado, a casa do executivo ou o hotel já reservado.
  39. Seja sempre pontual. Isso quer dizer não só chegar na hora aos compromissos, como entregar os trabalhos no prazo estipulado e cumprir com suas obrigações na hora em que deveriam ser feitas e não depois. Evitar os adiamentos e as "enrolações" são parte da nossa virtude da pontualidade. São parte do que realmente somos.
  40. Se um colega seu está se excedendo na bebida num encontro de trabalho, chame-o ao lado ( NUNCA O CRITIQUE NA FRENTE DOS OUTROS) e tente convencê-lo a passar para um café ou um suco. Ao menos tente. Não deixar que ele faça papel de bobo. Ignorar o que está para acontecer ou “dar corda” para que beba mais, conte piadas vulgares ou com trejeitos ridículos ou, ou ainda que esteja de algum modo fazendo algo de que possa se arrepender amanhã, é falta de coleguismo, de lealdade e não raro caráter.
  41. Da mesma maneira, se um colega faz um comentário dizendo que essa roupa está muito sexy, ou a pessoa está muito “interessante”, também cabe avisá-lo que o comentário não está de acordo com sua categoria profissional.
  42. Quando temos uma reunião de negócios onde representamos nossa firma, seja com um novo cliente, com um banco ou qualquer encontro importante devemos nos vestir um pouco mais formal, seja acrescentado uma jaqueta ao vestido de trabalho, seja um colar de pérolas, ou um terno mais alinhado.
  43. Quando cometer um erro, admita-o para o seu grupo com muita naturalidade e tome as medidas necessárias para sanar o problema sem fazer disso uma grande coisa. Se sempre trabalhamos bem não haverá problema para aceitar um erro.
  44. Quando seu chefe reclamar do seu trabalho, não responda a cada admoestação do chefe imediatamente interrompendo-o a todo instante com explicações e desculpas.
  45. Ouça cuidadosamente enquanto pensa a resposta e faça uma explicação no final pedindo desculpas do que esteve mal feito, ou mal compreendido e diga que está pronto para fazer de novo e melhor agora que tudo foi esclarecido. Isso não significa não se defender de injustiças.
  46. A omissão é um erro sempre grave. Mas não vamos confundir o orgulho que não pode ser criticado que logo rejeita o que lhe foi dito sem pensar sobre o que está sendo dito ou uma natural diferença entre o seu ponto de vista e o do chefe, pela qual também se pode aprender muito. Evidentemente algumas pessoas e ambientes são muito difíceis. Se for esse o caso não se deixe abalar a ponto de perder a auto-estima. Devemos saber e aceitar com naturalidade que nem tudo é perfeito.
  47. Não aceite e não faça “ conquista de escritório”. Se tiver um amigo ou mesmo o chefe, fale quem a está incomodando e peça para ele não fazer mais esse tipo de abordagem. As pessoas mais velhas e de maior cargo ou experiência devem ser as mais prudentes e agir pela parte mais fraca, desestimulando fantasias de relacionamentos ou admiração fora da “real” e não compactuar com isso.
  48. É preciso entender, falar francamente e não incentivar ou tirar vantagem de “deslumbres” de pessoas mais fracas. Evitar sempre o desenvolvimento da ilusão não aceitando “almoços” para conversar, etc.
  49. Se você quer um aumento fale com seu chefe em termos do que você poderia fazer a mais pela empresa se tivesse a chance de ocupar outro cargo. Não diga que seu salário é baixo ou que tem 5 filhos para criar. Procure desenvolver habilidades, sejam mais estudos ou idéias por desenvolver na nova posição que depois de garantirem o retorno para a empresa de que você está certo e assim ter argumentos claros para revindicar novas posições.
  50. Não devemos no ambiente de trabalho flertar ou usar roupas provocativas que passam, quer queiramos ou não, a idéia de que somos como profissional ali contratado, um corpo bem torneado, o mais é secundário, posto que a insinuação vem primeiro.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "