24 fevereiro 2013

18 Dicas de Boas Maneiras nas Apresentações Sociais

  1. Apresentar o homem à mulher.
  2. Apresentar a pessoa mais jovem para a mais velha.
  3. Apresentar um colega para o cliente.
  4. Apresentar qualquer pessoa para o convidado de honra.
  5. Entre iguais, uma pessoa para um grupo.
  6. Se você é homem, ao ser apresentado a alguém, se estiver sentado deve se levantar. 
  7. As mulheres só devem levantar-se se a pessoa apresentada for a anfitriã, uma senhora de idade ou um sacerdote.
  8. Quando lhe cabe apresentar alguém, diga o nome completo da pessoa, não só o pré-nome. 
  9. Diga algo que propicie o início de uma conversa e responda convenientemente para que a conversa continue.
  10. O "olá!" e o "como vai?" são considerados com o aperto de mão e o cumprimento padrão. Não deixe de dar a mão. É mais amável estender a mão e cumprimentar como se deve do que ficar nas generalidades dos acenos, das indiferenças e dos humores. Isto é muito comum no Brasil mas é falta de educação. Dê tempo e atenção aos minutos iniciais dos encontros com uma troca de saudação apropriada. 
  11. O tapinha nas costas e os beijinhos devem ser evitados a menos que haja intimidade que permita esse tipo de confraternização. Esqueça-os no ambiente de trabalho. Mas jamais deixe de cumprimentar quem quer que seja no seu trabalho: acima ou abaixo na escala hierárquica cumprimente ou responda ao cumprimento recebido.
  12. A maior autoridade é que deverá cumprimentá-lo primeiro, se você o fizer parecerá estar tomando liberdade, ou adulando ou saindo do comportamento que esperam de você. 
  13. Continue a apresentação iniciada mesmo que as outras pessoas não estendam a mão ou respondam propriamente. 
  14. Na apresentação de um grupo, numa situação profissional, pode-se dispensar o aberto de mão substituído por acenos de cabeça, ou um sorriso, ou uma frase. O que não se pode é ignorar a pessoa que nos é apresentada. Mas a experiência mostra que mais tempo gasto nas apresentações torna o convívio posterior mais fácil.
  15. Quando você se apresentar a alguém, não se intitule doutor, professor etc.
  16. Na hora de apresentar o cônjuge indique o grau de parentesco claramente: " - João, meu marido."
  17. Em alguns países asiáticos, curvar-se diante de outra equivale a um aperto de mão. A pessoa de status inferior curva-se antes e mais baixo.
  18. A maneira de cumprimentar varia conforme os países. Por isso se for viajar verifique o costume local antes.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "