05 novembro 2012

As Boas Maneiras Básicas de um Gentleman


No recreio não passar na frente na fila.

Deixe sempre deixar as meninas passar na frente.
Sempre pedir todas as coisas com um "por favor".  Passar pedindo licença. Agradecer dizendo sempre obrigado. Sempre que preciso diga "desculpe". Sempre sorria ao entrar num novo ambiente. Cumprimente sempre com um sorriso.
Cumprimentar as pessoas ao chegar e despedir-se ao sair.

Demonstrar respeito pelas outras pessoas: sejam elas mais velhas, de classe social diferente, de credos, cor ou tribos diferentes.

Consideração pelos demais se mostra também em saber ouvir aos demais. Sinceramente A consideração de um gentleman passa sempre por ser pontual. Nunca deixe as pessoas esperando por você. Não isole ninguém evitando-os nas festas, ou no grupo da escola, principalmente se ele tem algum problema de saúde ou se sofre algum problema pessoal. O pior que pode acontecer a uma criança tímida é ser discriminada pelas demais crianças.

Respeite o que é dos outros e a privacidade dos outros: não mexa nas coisas dos outros, não pegue o que não é seu sem autorização. Não utilize nada sem pedir emprestado. Devolva tudo que não é seu como o troco das compras que sua mãe lhe mandou fazer, ou o que pediu emprestado ao amigo. Se estragou ou perdeu reponha-o. Não interrompa os outros no que estão fazendo se não for importante. Saiba reconhecer o direito que as pessoas tem ao seu espaço, seu descanso, seus interesses e gostos. Por isso não deboche do que a sua irmã gosta só porque para você isso é uma bobeira. Pode ser, e provavelmente é, que você não esteja percebendo tudo de bom que está envolvido. Em resumo, não queira que os outros parem a todo momento o que estão fazendo só porque você quer lhes contar o que vai pela mente.


Não interrompa a conversa das pessoas. Não imponha sua conversa aos demais. Não faça exigências voluntariosas a seus pais nem faça "chantagens" emocionais ou malcriações para conseguir o que quer. Jamais minta. Não é natural mentir para conseguir o que se quer. Tipo, "todo mundo já mentiu para a mãe dizendo que ia para a casa de uma coleguinha e não ia." Isso não é verdade, nem é natural. Muitas pessoas tem um nível muito baixo de valores e naturalizam o erro para se justificar. Mas erro é erro. Diga sempre a verdade que você vai construir confiança e respeito. Seja sincero com você mesmo e não viva esse mundo de artifícios e mentiras que só conseguem afogar em mediocridade e mentira. Diga claramente o que quer e aguente as consequências. 


Procure re relacionar bem com todos na vida em sociedade. Preocupações excessivas com nós mesmos nos fazem criar distinções, rancores, ressentimentos. Seja uma pessoa de uma peça só, de caráter, mas saiba perdoar e relevar as limitações de todos. 


Seja amigos e camarada dos outros. Não espere que o elogiem, apreciem, primeiro. Seja você o primeiro a elogiar, a se interessar como passou o colega, no que ele quer fazer. Boa camaradagem e aquela aura maravilhosa de encantamento que produzem as pessoas educadas num grupo passa sempre por não tirar o crédito de ninguém: se ele fez o trabalho, se tirou nota dez, parabéns. Nada de ficar com inveja dos dons e talentos dos outros. Correção fraterna, importar-se e mesmo ver os outros passa por corregi-los naquilo que precisam. Alertar para uma má opção que estão fazendo. Se o seu amigo está se metendo com gente que não deve, ou fumando, ou aplicando golpes na Internet por exemplo, diga claramente que ele está errado. Com educação, depois de elogiá-lo em alguma coisa, mas avise-o. Também não permita que ninguém seja "crucificado" na sua frente sem falar nada. Se alguém vai à Missa, e isso não é costume para os demais, apoie e diga que você também vai. 


Os pais cuidam da gente mas não somos inválidos. É preciso aos poucos ir assumindo a responsabilidades e atividades que nos dizem respeito e parar de ser dependentes para coisas que na verdade não somos. Pegue a sua água, arrume seu quarto, pague o colégio se for o caso. E principalmente ajude de boa vontade sem se anunciar, sem pedir compensações materiais ou aplausos. Um gentleman é acima de tudo muito discreto. Todas as coisas que fazemos o fazemos para Deus, deste modo elas voltam a terra com o sorriso de Deus.


O gentleman é sempre uma pessoa que sabe se controlar. Quem não lembra aquela cena do Indiana Jones em que o pai do Indiana Jones, Sean Connery, o manda contar até 10 em grego para ele se controlar da correria em que vinha. Por isso treine para não gritar. Jamais fale com as pessoas de onde está quando elas estão no outro quarto. Vá até elas e fale com elas. Jamais grite. Nem nunca diga palavrões. Jamais. Gente baixa é que é afeita a grosserias e pornografia. Igualmente não seja afeito a coisas nojentas.


Não peça dinheiro emprestado para pequenas coisas. Saiba ter a honra de viver com a sua renda, sem ter vergonha do que não pode comprar. É mais importante ser do que ter. Dívidas contraídas entre amigos são dívidas de honra.
"Boa parte da nossa vida está composta de pequenos encontros com pessoas que vemos no elevador, na fila do ônibus, na sala de espera do médico, no meio do trânsito da cidade grande ou na única farmácia da cidadezinha onde vivemos... e ainda que sejam momentos esporádicos e fugazes, são muitos por dia e incontáveis ao longo de uma vida. Para um cristão, são importantes, porque são ocasiões que Deus lhe dá para rezar por essas pessoas e mostrar-lhes o seu apreço, tal como deve suceder entre os que são filhos de um mesmo Pai. Fazemos isso normalmente através desses pormenores de educação e de cortesia que temos habitualmente com qualquer pessoa, e que se transformam facilmente em veículos da virtude sobrenatural da caridade." Fernández-Carvajal, Coleção Falar com Deus" volume 3,Tempo Comum(1) Semanas I a XII, pag. 33. "