Boas Maneiras em Família para um Bom Ambiente Familiar

Os pais devem encontrar os meios para criar um bom ambiente familiar. Devem procurar desenvolver a cordialidade diária em casa: ao acordar todos devem dizer bom dia, e igualmente ao sair ou chegar.

Além de saudar, devem estimular todos na família, a se interessarem pelos demais: seus interesses, suas dificuldades e problemas. Para isso promover as formaturas, aniversários, hobby, etc. como algo do interesse da família, estimulando, ensinando a todos a participar dos eventos familiares.

É necessário ainda promover o respeito à expressão da individualidade de cada um evitando que a família desenvolva esses hábitos de criticar, gozar, diminuir as pessoas a pretexto de fazer "graça", ou ainda de estar em permanente estado de mútua comparação, competição..

Reafirmar os valores e os gostos de cada um dos membros da família é legítimo e saudável. Os pais devem ter consciência e buscar desenvolver a própria categoria humana, pois é dela que deverão dar exemplo para os filhos.

De que os pais serão exemplo para os filhos?

  1. De como deve ser o relacionamento entre um casal.
  2. De toda uma gama muito variada relacionamentos, onde ensinarão sobre respeito, coleguismo, prudência, etc.. 
  3. De como deve ser o tratamento de vizinhos, prestadores de serviços como entregadores e empregados. 
  4. De como os filhos devem se ver, se entender, como pessoas.
  5. Como os filhos devem ver seus corpos, sua imagem e auto-estima. 
  6. De como devem tratar os avós, e os demais parentes. 
  7. De leitura, formação em cultura geral, em valores humanos e religiosos. 
  8. De participação em ações beneficentes e de desprendimento caritativo. 
  9. Do tipo de relação que devem estabelecer com o dinheiro, o trabalho e os bens materiais. 

Ou seja, não adianta os pais dizerem " – Menino vá estudar." Se o filho nunca vê o pai lendo. Ou se quer que saia do vídeo game e vê o pai trocar a mesa de jantar com a família para assistir ao noticiário e também fazer o que o individualismo sugere em vez de comungar em família. Os filhos aprendem mais do exemplo que vêem do que do que se lhes fala. Por isso para ter filhos educados o melhor é ser educado.


" - Não toque na tomada João" " Não suba na escada!", são advertências muito pouco capazes de influenciar a moral, os modos, as mentes e as maneiras de ser dos seus filhos de forma profunda. Por isso os pais devem buscar uma concepção de sua missão de pais mais abrangente do que o provimento material e atendimento das circunstâncias práticas à medida que ocorrem.

A mãe deve atuar em casa exatamente da maneira como gostaria que seus filhos atuassem sempre em sociedade. Se a mãe quer que seus filhos levem a sério suas boas maneiras, deve mostrar suas boas maneiras com os filhos quer estejam sozinhos com ela ou estejam acompanhados de seus amigos. Uma mulher encantadora não escolhe hora de ser charmosa e educada, mas o é naturalmente com todos.

Não adianta falar para estudar e ler, por exemplo, se o "pregador" mesmo não lê ou não predica o que tanto fala.

Maus modos e apresentação relaxada e vão juntos. Não se relaxa só na aparência, mas nos modos e mentalmente, no desenvolvimento pessoal.

Algumas pessoas parecem aguentar tudo para descarregar todos os aborrecimentos no seu conjugue. Devemos pensar em tornar mais suave a vida dos que amamos. Não se trata de manter segredos, mas de ser próprio. Falamos tantas vezes por motivos desnecessários e deixamos de falar o que realmente importa. Ou pior, deixamos de ouvir o que importa.

Com visita ou sem visita coloca-se a mesa de modo caprichado pelo menos uma refeição por dia para facilitar o encontro de todos. O certo é que as boas maneiras que apresentamos no dia a dia sejam as mesmas para os eventos sociais em companhia de outras pessoas.

Sobre o Capricho e a hora das Refeições

Seja caprichosa e não importa o que você faça para decorar a mesa ou criar um ambiente agradável às refeições. Muitas vezes basta um sorriso acolhedor. Mas não deixe a rotina ou o mau humor lhe pegar. Se não cuidarmos do capricho o relaxamento excessivo vai pegar não só a disposição da mesa, mas as pessoas em volta da mesa.

Não tem lugar à mesa as cartas, os jornais, a televisão e ou revistas. Só sua família e seus convidados.

A mesa não é local de discussão. Nem de se revelar assuntos muito íntimos. Todos devem colaborar para um bom momento juntos.

A menos que o programa favorito da sua filha que a faz querer comer sozinha no quarto ao invés de sentar-se à mesa com toda a família, pague suas contas ou a ajude a lavar a louça depois do jantar, não permita que ele determine quem se senta à mesa para jantar na sua casa.

Os pais não devem discordar na frente dos filhos. O que não significa que não possam ter opiniões diferentes, mas que sobre certos temas importantes exista um diálogo permanente que evite as surpresas.

As discussões de assuntos ou delicados, ou íntimos ou familiares jamais devem ser levadas na frente de outras pessoas ou tratados de forma superficial. Esses assuntos devem ser conversados somente com os interessados e de forma apropriada.

Não acredite que isso é serviço de mulher ou de homem. Onde houver necessidade de ajudar, ajude.

Postagens populares